Sociedade Brasileira de Geologia - SBG Contato

PALEONTOLOGIA, BIOESTRATIGRAFIA E PALEOAMBIENTE / EDIACARANO DO BRASIL - 49CBG


Prezados Geocientistas,              
   
 O 49ºCongresso Brasileiro de Geologia acontecerá entre os dias 20 a 24 de agosto de 2018 na cidade do Rio de Janeiro (https://www.49cbg.com.br/).                 
 
Será um evento com várias atividades além das sessões técnicas, como excursões aos pontos de interesse geológico na cidade do Rio de Janeiro, mini-cursos, palestras magnas com renomados profissionais das geociências e mesas redondas.  Nessa edição também acontecerão os Simpósio do Vulcanismo e Ambientes Associados e o Simpósio do Cretáceo do Brasil.            
 

Temos a honra de coordenar a sessão temática PALEONTOLOGIA, BIOESTRATIGRAFIA E PALEOAMBIENTE /  EDIACARANO DO BRASIL e gostaríamos de convida-lo(a) a expor seu trabalho técnico/científico na forma de resumos e apresentações oral ou poster.      
 
Segue descrição temática da sessão:

PALEONTOLOGIA, BIOESTRATIGRAFIA E PALEOAMBIENTE:

Convidamos a todos os geocientistas interessados nos temas de Bioestratigrafia, Paleoecologia, Paleoinvertebrados, Paleovertebrados, Paleobotânica e Microbiais a participarem da Sessão Temática Paleontologia/Bioestratigrafia e Paleoambientes. A biodiversidade extinta reflete o próprio transcorrer do tempo imemorial e as mudanças físicas pelas quais passou nosso planeta. Podemos considerar que tudo que existiu e ainda existe no mundo biológico é consequência do seu Tempo e da sua inter-relação com os processos ambientais. Por outro lado, o entendimento da biodiversidade extinta nos permite ter não só a percepção dos cenários paleoambientais e paleoecológicos, mas também gerar modelos direcionados para a prospecção de bens minerais economicamente relevantes.    

 

EDIACARANO DO BRASIL:

 

Mudanças significativas na composição e na dinâmica da Terra são observadas no final do Neoproterozoico. Neste período ocorreu um dos principais saltos evolutivos na biosfera, com o aparecimento de formas complexas de vida. Ocorreram também variações importantes no clima, no estado redox dos oceanos e na configuração dos continentes. Neste contexto, os processos de inovação biológica são comumente relacionados às mudanças ambientais em uma relação de causa-e-efeito. No entanto, ainda se conhece pouco acerca do Sistema Terra do Neoproterozoico, quando condições climáticas e tectônicas extremas podem ter amplificado os efeitos diretos e indiretos do meio ambiente na biologia e vice-versa. Nesta sessão, gostaríamos de convidar trabalhos que integrem as variações biológicas, ou indicações indiretas via ciclos geoquímicos, e as condições redox dos oceanos em bacias Ediacaranas do Brasil ou de outras partes do mundo.

 

 
Venha participar conosco. Envie seu resumo até o dia 22/ abril. Veja as oportunidades de parcelamento de inscrição.     
 
Visite regularmente o site do evento para novidades.    
 
Contamos com vocês,    
 

Coordenadores:

Ismar de Souza Carvalho (UFRJ)

Marcelo Carvalho (UFRJ-MN)

Aristóteles de Moraes Rios-Netto (UFRJ)

Antonio Carlos Sequeira Fernandes (UFRJ-MN)

Sandro Scheffer (UFRJ-MN)

Orangel Aguilera (UFF)

Leonardo Borghi (UFRJ)

Roberto Iannuzzi (UFRGS)

Marly Babinski (USP)

Ricardo Trindade (USP)